Rosemary Pinto, diretora-presidente da FVS, morre vítima de Covid-19

A diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Rosemary Costa Pinto, morreu na tarde desta sexta-feira (22), por complicações da Covid-19. A informação foi confirmada pelo Governo do Estado do Amazonas. Ela havia testado positivo no último dia 5 de janeiro, mas o diagnóstico só foi divulgado dois dias depois.

Rosemary atuou à frente da FVS-AM desde o início da pandemia e participou de coletiva onde houve anúncio do primeiro-caso de Coronavírus (Covid-19) no Amazonas, no dia 13 de março de 2020. Ela esteve junto com o Governador Wilson Lima e os secretários da Secretaria Estadual de Saúde do Amazonas (SES-AM) e Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), na elaboração do Plano de Enfrentamento à Covid-19 no Estado.

Ela participou de várias transmissões noticiando as atualizações da pandemia no Estado e sempre alertou a população sobre os cuidados necessários de combate ao vírus.

Veja a nota divulgada:

O Governo do Amazonas informa, com pesar, o falecimento da farmacêutica bioquímica, Rosemary Costa Pinto, diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde FVS, ocorrido na tarde desta sexta-feira, 22, por complicações decorrentes da Covid-19.

Dra. Rose era epidemiologista de carreira da FVS e atuava há 25 anos na área.

Durante toda a pandemia da Covid-19 foi uma das bússolas do Amazonas na interpretação dos dados da pandemia no Estado.

Primeiro Boletim

De acordo com a nota emitida pela FVS-AM, confirmando o diagnóstico, no dia 7 deste mês, Rosemary estava estável e em tratamento domiciliar. A nota disse que ela iria permanecer em isolamento social até o término do período de transmissibilidade do vírus.

Não há informações se Rosemary foi internada após o agravamento do vírus ou morreu em casa.

Perfil 

Rosemary possui graduação em Farmácia Bioquímica pela Universidade Federal do Amazonas (1994). Atuava como diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde. Já foi professora auxiliar nível I do Centro Universitário Nilton Lins, Farmacêutica-bioquímica da Secretaria Municipal de Saúde de Manaus e colaboradora do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.

Teve experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em Epidemiologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Análises de situação de saúde, controle de doenças de transmissão vetorial, malária, dengue, anopheles darlingi, dinâmica de transmissão, epidemiologia e doenças infecciosas, sistemas de informação em saúde.

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *